fbpx

A importância do acolhimento de crianças autistas por parte das escolas

Você sabia que a legislação brasileira garante a toda criança autista o ingresso em escola regular? É uma forma de integração do estudante à vida em sociedade e consta na Constituição Federal.  Ou seja, a escola é obrigada a matricular qualquer criança ou adolescente com necessidades especiais.

O acesso a educação por crianças e adolescentes com autismo é assegurado por lei, a convivência dentro da escola é positiva e um direito.

Apesar dessa lei constitucional, não é nada fácil conseguir vagas para crianças autistas. Escolas municipais, estaduais e particulares alegam que têm dificuldades para adequá-las com as demais crianças. Pois é de responsabilidade dessas escolas assegurar a eles condições de acesso, aprendizagem e participação junto a todos os estudantes.

Os benefícios da inclusão

Alguns pais chamam as recusas de desculpas. Entre os motivos citam a falta de vagas para as crianças e até a falta de cuidadores em sala. Por outro lado, mesmo com toda esta dificuldade, vale o esforço em matricular. São muitos os benefícios de incluir os filhos autistas no sistema de ensino municipal ou estadual.

A criança autista matriculada apresenta melhoras em sua socialização, tanto na escola, quanto em casa. O aluno passa a tomar iniciativas e recebe um acolhimento pelos colegas de classe. Outro ponto importante é o aumento de autoestima, não só da criança autista como também da família.

É importante que os pais saibam a importância de se prepararem para esta fase da vida de seus filhos. Eles devem planejar e pesquisa sobre a melhor forma de inclusão escolar para o filho. E quanto antes esse processo de inclusão iniciar melhor será para a família e para a criança. A inclusão escolar é de extrema importância para o desenvolvimento de habilidades de crianças com autismo.

Direitos e Responsabilidade 

Assim como devem ser respeitadas as leis de aceitação dessas crianças dentro da escola. Se não cumpridos esses deveres, as escolas podem ser denunciadas nas secretarias Municipal ou Estadual de Educação ou até mesmo na justiça. Os mesmos órgãos podem ser acionados se a escola não aceitar a matrícula da criança. E jamais devem cobrar algum serviço extra para receber um estudante com TEA.

O trabalho de socialização da criança autista deve ser feito em todos os espaços. Aqui na Yourtz trabalhamos essa inclusão e estamos aptos a educar esses jovens. Juntos ajudaremos a sociedade a inserir essa criança em todos os aspectos.  A sociedade ainda não é preparada para uma criança com necessidades especiais, mas aos poucos esse trabalho deve ser feito.