fbpx

Conflitos – Pais e Filhos

Na semana passada, numa infeliz coincidência com o massacre na cidade de Suzano, postamos um texto sobre o trabalho de um grupo de alunos da Escola Municipal Zeferino Vaz na Vila União, que combate o bullying entre jovens estudantes. Esta semana, retornamos ao tema, abordando o relacionamento doméstico entre pais e filhos.

 

Adolescência

Você sabia que a puberdade feminina se inicia por volta dos 9 anos de idade e a masculina, aproximadamente aos 13 anos? E com ela vem a adolescência. A diferença entre ambas é que na puberdade a mudança é física e biológica, com o corpo produzindo novos hormônios. Esses hormônios também terão interferência psicológica, que levará a criança para a fase adulta.

Pais e mães já passaram por esta fase. Sabem que as oscilações de humor são constantes, trazendo tendências ao nervosismo, estresse e muita ansiedade. Juntamente com isso, pode ocorrer queda no rendimento escolar, sinais de rebeldia, isolamento dos pais e criação de novos hábitos.

A reação a estas atitudes dos filhos por parte dos pais ou responsáveis interferem diretamente em como os filhos passarão por esta fase. Além do relacionamento doméstico, os pais precisarão prepará-los para o convívio escolar com outros adolescentes e adultos (professores, inspetores). Não é uma tarefa fácil!

Pais e Dúvidas

“Devemos ser controladores ou liberais?”. Como tudo na vida, o equilíbrio entre as duas coisas é a melhor opção.  Castigos como proibir de sair, de usar celulares e de receber amigos em casa, podem desencadear a rebeldia. Esse efeito é contrário ao que se deseja. E se deixar de punir por atitudes que não condizem com as regras da casa, também causará problemas. Perde-se o respeito e os pais não conseguirão mais impor limites quando necessário.

Sendo assim, seguem algumas dicas:

– Além de impor regras, explique o motivo e a importância de cada uma delas;

– Se eles agirem de forma incorreta dentro de casa dê a chance para que eles pensem sobre o ocorrido. Deixe que resolvam o problema, pois isso ajuda no amadurecimento;

– Comece desde a adolescência a ver seu filho como adulto. Em muito breve ele será e precisará saber dialogar, incluindo sobre atividades domésticas do dia-a-dia;

– Inclua seus filhos nas discussões da casa, incluindo criações de regras e dando a oportunidade em dar sua opinião;

– Antes de proibir uma escolha pessoal de seus filhos, tente entender suas motivações, desde que ela não seja ilegal ou perigosa. Geralmente é a escolha de uma roupa, corte de cabelo ou estilo de música;

– Ouça-os sempre, inclusive nos momentos de nervosismo. Apesar disso, não permita a falta de respeito;

Por fim, os pais devem sim impor limites e regras, mas acima de tudo saber manter o diálogo saudável e o equilíbrio. A família é como espelho de referência para os filhos nesta fase de tantas mudanças para eles.